Carregando...
Instituto de Química (IQ)

Submissão – #3158

Título: SÍNTESE DE AMIDAS FUNCIONALIZADAS A PARTIR DE ÓLEO DE SOJA E AVALIAÇÃO COMO ANTIOXIDANTES PARA BIODIESEL

Modalidade de participação: Pesquisa

Centro:Centro de Ciencias Matematicas e da Natureza

Autores: AMANDA VIEIRA XAVIER (1)

Orientador: MICHELLE JAKELINE CUNHA REZENDE (1)

(1) Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo:
O biodiesel foi implementado em diversos países como combustível alternativo para motor diesel devido a preocupações com altos níveis de emissões dos gases do efeito estufa, poluição atmosférica e dependência de combustíveis fósseis. No Brasil, o biodiesel foi introduzido no mercado em 2004 misturado em 2% v/v ao diesel (PINTO et al., 2005). Atualmente o teor adicionado é de 10 %v/v. Esse biocombustível, especialmente o tipo predominante no mercado brasileiro (biodiesel de soja), é extremamente instável quando exposto à umidade e oxigênio do ar (KUMAR, 2017). Dentre os tipos de oxidação, a auto-oxidação é o processo mais comum e é definido como uma reação espontânea de radicais livres de ácidos graxos com o oxigênio atmosférico. Fatores que influenciam as taxas de oxidação do biodiesel incluem a quantidade de ligações duplas presentes nas cadeias hidrocarbônicas dos seus constituintes, presença de antioxidantes naturais, exposição ao calor, luz, ar e umidade, entre outros (VARATHARAJAN, PUSHPARANI, 2018). Uma gama de técnicas de inibição oxidativa vêm sendo desenvolvidas, porém o método que possui maior custo-benefício para prevenir ou impedir o processo de oxidação é usar pequenas quantidades de algum antioxidante. Resultados recentes do nosso grupo de pesquisa apontaram um derivado poli-hidroxilado de cardanol com boa ação antioxidante para biodiesel (COSTA et al., 2019). O objetivo desse trabalho foi sintetizar amidas a partir de óleo de soja, seguida da funcionalização das ligações duplas presentes na cadeia hidrocarbônica visando a obtenção de derivados poli-hidroxilados. As reações de amidação, seguida de epoxidação e hidrólise levaram aos produtos esperados com rendimentos de 45 a 82%. Os produtos foram caracterizados por Espectroscopia na região do Infravermelho e Ressonância Magnética Nuclear de Hidrogênio e Carbono. A síntese de biodiesel metílico de soja também foi realizada, alcançando conversão superior a 96,5%, valor mínimo aceito pela ANP. A próxima etapa consiste em testar a ação antioxidante dos produtos candidatos pelo método Rancimat, utilizado nas especificações da ANP.

Palavras-chave: Biodiesel Antioxidante Aditivo

Programa Articulado:

Áreas de conhecimento: Ciências Exatas e da Terra Química / Química Orgânica Áreas temáticas: CCMN – Química Orgânica

Linhas de extensão:

Modalidade de Apresentação: Pôster

Turno de Apresentação: Diurno

Local de Apresentação:

Participante com necessidades especiais? Não

Deixe uma resposta